Luta de gigantes valendo o título de médios do UFC

Extraído de: Parana-online.com.br   Fevereiro 04, 2011

Josh Hedges/Zuffa LLC
Lutadores se encaram na apresentação do combate, que será realizado em Las Vegas, nos EUA.

Uma luta entre dois brasileiros pode se tornar um dos mais assistidos e rentáveis eventos da história do esporte. Na madruga deste sábado para domingo, a partir da 1h da manhã, o curitibano Anderson Silva vai defender o cinturão da categoria de médios do Ultimate Fighting Championship (UFC) contra o carioca Vitor Belfort, em Las Vegas, nos Estados Unidos .

Além de colocar frente a frente dois dos principais lutadores de MMA (artes marciais mistas, na sigla em inglês) do planeta, o combate movimenta milhões de dólares com a transmissão em pay per view (pague pra ver) e nas bolsas de apostas.

Anderson Silva, o Homem-Aranha, de 35 anos, é considerado um dos maiores fenômenos da história do MMA. Campeão da categoria de médios do UFC desde 2006, quando venceu o norte-americano Rich Franklin de forma arrasadora, no primeiro round, ele já defendeu o cinturão em sete combates.

Também detém o recorde de 12 vitórias consecutivas no principal campeonato de lutas do mundo, além de ser considerado o melhor lutador entre todas as categorias.

Aos 33 anos, Vitor Belfort, tenta conquistar um cinturão do UFC após sete anos. Em fevereiro 2004, ele foi declarado campeão dos meio-pesados ao vencer o norte-americano Randy Couture, por quem seria derrotado em agosto do mesmo ano.

O grande momento da carreira de Belfort, porém, aconteceu em 1996, quando ele conquistou, entre os pesados, o título do UFC 12, e se tornou, aos 19 anos, o mais jovem campeão do evento, ganhando o apelido de Fenômeno.

Recordes

Neste sábado, a inédita luta entre Anderson e Belfort, no UFC 126, promete bater todos os recordes de audiência e arrecadação, com expectativa de um faturamento superior a R$ 70 milhões em uma única noite.

O preço dos ingressos para assistir ao combate no Mandalay Bay Events Center pode superar os mil dólares nas bilheterias e até três vezes mais no mercado paralelo.

Pela televisão, o evento será transmitido para 130 países e irá superar facilmente a marca de 1 milhão de expectadores no PPV. Recentemente, a marca UFC foi avaliada pela revista Fortune em mais de 1 bilhão de dólares.

Clima esquentou em entrevista

A apresentação da luta entre Anderson Silva e Vitor Belfort, realizada na última quarta-feira, esquentou ainda mais o clima para o combate. Em entrevista coletiva, Anderson Silva desdenhou do rótulo de luta do século dado pela organização do evento.Luta do século? Não, é apenas mais uma luta. A do século mesmo seria eu contra meu clone, disparou o curitibano, antes de completar: Será engraçado.

Belfort foi mais contido e preferiu não entrar nas provocações. Estou muito empolgado. Vou lutar com um dos melhores do planeta. É minha hora de mostrar o que sei fazer. Quem me conhecia dois anos atrás não me conhece mais agora. Sou um cara completamente novo. Estou muito preparado, trenei muito para tudo o que pode acontecer. Todos poderão ver isso no sábado, garantiu.

No encerramento, no momento da foto final, Anderson retirou os óculos que usou durante a entrevista e quase colou o rosto no do oponente. Belfort, alguns centímetros mais baixos, retribuiu a encarada, olhando fixo nos olhos do campeão.

O UFC 126 terá transmissão ao vivo pelo canal Combate, em PPV, na madrugada de sábado para domingo. A luta entre Anderson e Belfort tem início previsto para 1h.




 

 
Deixe seu comentário



Siga o Esporte Brasil
BRASIL
Notícias