Novo Basquete PG tem muito trabalho neste ano

Extraído de: jmnews   Junho 22, 2013

A derrota diante de Chapecó, de Santa Catarina, por 63 a 58 na decisão da Copa Unimed de Basquete Adulto mostrou que também no feminino o Novo Basquete Ponta Grossa/CCR RodoNorte

A derrota diante de Chapecó, de Santa Catarina, por 63 a 58 na decisão da Copa Unimed de Basquete Adulto mostrou que também no feminino o Novo Basquete Ponta Grossa/CCR RodoNorte precisa trabalhar duro para recolocar a nossa mais tradicional modalidade de quadra no topo do ranking estadual, abrindo o caminho para o retorno aos certames nacionais.Desde que a CCR RodoNorte se uniu à Fundação Municipal de Esportes e à Liga Desportiva de Ponta Grossa na montagem do Novo Basquete Ponta Grossa, o primeiro revés foi o vice-campeonato da competição disputada em São José dos Pinhais. O tropeço quebrou a invencibilidade da equipe princesina, que segue absoluta no Campeonato Metropolitano e se prepara para disputar os Jogos Universitários do Paraná pela Faculdade Secal, que ao lado do Clube Ponta-Lagoa, completa o time de patrocinadores das meninas. Nesta temporada, os Universitários terão como sede o município de Campo Mourão e ocorrem entre os dias 19 e 25 de julho.
Conhecendo a garra da treinadora Carmen Cunha, a ‘Carminha’, e das jogadoras ponta-grossenses, a derrota serve como motivação para dar a volta por cima, em busca do bicampeonato dos Jogos Abertos do Paraná , provavelmente em um novo duelo contra a seleção de Maringá, uma das principais forças do estado atualmente.
Por sua vez, o time masculino define hoje a sua sorte na fase regional dos Jogos Abertos, com a missão de confirmar o favoritismo absoluto. Até porque nos Campos Gerais não existe um time em condições de oferecer maior resistência aos comandados do técnico Ben Hur Chiconato. Na primeira fase da competição, o Novo Basquete derrotou Telêmaco Borba (88 a 43) e Prudentópolis (140 a 53).
Embalado pelos títulos da Copa Wilson e da Taça Paraná , ambos conquistados dentro do Ginásio Borell du Vernay, os ponta-grossenses sabem que não podem tropeçar na regional e, muito menos, nas finais da Divisão B, para retornar à elite dos JAP’s. Ao mesmo tempo, precisam se preparar para os confrontos do segundo semestre, principalmente contra o seu maior rival, Campo Mourão, no Campeonato Paranaense, a principal competição do ano.
Na regional dos Jogos Abertos, nas cidades de Prudentópolis e Guamiranga, as equipes ponta-grossenses de bocha, futebol e handebol masculino também precisam das medalhas de ouro para alcançar as finais da Divisão B, que serão realizadas em Arapongas no mês de agosto.


Ótima semana a todos!
 




 

 
Deixe seu comentário



Siga o Esporte Brasil
BRASIL
Notícias